Artigos recentes

"Segunda Opinião" #19- "I Love It": ainda vale a pena "amar"?



A 9 de setembro de 2013 chegava à estação de Queluz de Baixo uma série que prometia agarrar novamente o público jovem. Depois de nove anos de "Morangos com Açúcar" - a maior parte deles de sucesso -  a TVI  e o público estavam espectantes com a produção.

Mia Rose (Beatriz), Diogo Lagoa (Pedro), Marta Andrino (Iolanda) e Francisco Garcia (Tomás) eram os nomes apontados com protagonistas. No núcleo secundário, eram Frederico Amaral (Rodolfo), Sara Barros Leitão (Cristina), João Bonneville (Arrison) e Simone Santos (Leila) que davam vida ao núcleo cómico da trama.

A história principal de "I Love It" gira à volta de Beatriz, uma rapariga irreverente apaixonada pela música, que vê os seus pais emigrarem para Angola devido à crise. Depois disso, decide ir morar com a sua amiga Leila e a elas juntam-se Rodolfo, Cristina e Arrison. A casa transforma-se assim uma residência de jovens estudantes de diferentes origens, nacionalidades e personalidades, mas com objetivos e sonhos próprios. Por sua vez, Beatriz conhece Pedro, um ex-delinquente. Ambos se apaixonam mas Tomás não deixa o seu amor ir para a frente e une-se a Iolanda para destruir o casalinho.

"I Love It", primeiramente "À Minha Maneira", estreou no mês em que "Morangos com Açúcar" faria 10 anos. A TVI apostou forte na promoção da serie, emitindo até alguns episódios em horário nobre. Tudo parecia apontar para o sucesso da produção. Na sua estreia, "I Love It" teve resultados positivos - embora longe do que os "Morangos" faziam na sua melhor fase - e o público jovem parecia tão deliciado com esta série como ficou na altura em que os "Morangos" começaram.

Depois disso,  "I Love It" foi perdendo público e os resultados desceram a pique. A TVI viu-se assim com piores números do que aqueles que tinha antes de estrear a produção. A RTP1 e o seu "Preço Certo" continuavam a liderar confortavelmente o horário das 19h. Além disso, o canal chegava a perder para a SIC e a ficar em terceiro lugar nas audiências.

Semanas depois dos fracos resultados começarem a aparecer, chegava a noticia de que "I Love It" iria terminar com 200 episódios, não tendo assim mais nenhuma temporada. A ideia de um novo fenómeno de longa duração era assim afastada. Mas esta redução de episódios não foi a única novidade inesperada.

De um dia para o outro, e sem justificar junto do público, a série saiu do ar e as reposições de outras telenovelas ocuparam o seu lugar. "I Love It" foi 'enviada' para as manhãs de sábado e domingo, numa emissão irregular. O pouco público que tinha fez-se ouvir nas redes sociais pela falta de justificação e por quererem "I Love It" num horário mais de maior visibilidade.

Os protestos não valeram de nada. Em julho de 2014, a aposta que vinha para reinar saiu do ar e cerca de 90 episódios ficaram por emitir. Devido aos termos contratuais, a TVI era 'obrigada' a emitir o resto da série. E a verdade é que "I Love It" voltou, no início deste ano de 2015, para os sábados de manhã. Atualmente a trama juvenil passa ainda mais despercebida junto o público, uma vez que chegou sem sequer uma promoção. O horário (9h da manhã) continua a não ajudar a conquistar mais telespetadores e a TVI prefere aposta na reposição de "Inspector Max" no horário principal das manhãs (10h-13h).

A série que podia ter ficado conhecida como a sucessora dos "Morangos com Açucar", não passou de uma aposta falhada, um flop. Os números falam por si: na emissão deste sábado, 31 de janeiro, a série não foi além dos 5,4% de share, ficando atrás de todos os canais generalistas, até mesmo da RTP2.


Se ainda vale a pena amar a serie? Não, a resposta é não. Mesmo com maus resultados, a obrigação da TVI era emiti-la até ao final no seu horário de estreia. Porque a realização inovadora, o cuidado com a imagem, as boas intepretações de um elenco jovem superior a muitos atores dos "Morangos" e a história dinâmica mereciam mais. O que é certo é que quando o horário mudou, o público mudou também. A série saiu do ar e quando voltou já poucos se lembravam dela. Foi uma aposta falhada, sobretudo por culpa da TVI. Agora, resta esperar que os episódios inéditos de "I Love It" continuem a arrastar-se, semana após semana, nas manhãs de sábado da estação.

* Não se esqueça de votar na sondagem para decidir o tema da próxima semana

Por: Diário da TV (Marco Filipe)
Uma rubrica com a parceria do "Fantastic Televisão"


Diário da TV Designed by Templateism.com Copyright © 2014

© Copyright DiáriodaTV . Imagens do modelo de 5ugarless. Tecnologia do Blogger.