Artigos recentes

"Segunda Opinião" #17- "Bem-vindos a Beirais" um fénomeno de longevidade


"Bem-vindos a Beirais" estreou na RTP1 a dia 13 de maio de 2013. A série tinha como principal objetivo subir os fracos resultados deixados por "Sinais de Vida" (tarefa não muito fácil). O seu conceito leve e diferente fez com que isso viesse a acontecer, e não só. Na verdade, "Beirais" passou a fazer parte do mapa dos portugueses e a produção tornou-se num sucesso para a estação, dentro e fora dos ecrãs.

No ponto de partida da série, Diogo Almada (Pepê Rapazote), um empresário de Lisboa, vê a sua vida mudar quando os médicos lhe pedem para abrandar o ritmo depois de ter sofrido um ataque cardíaco. Com isto, Diogo decide ir para Beirais, uma pequena aldeia, e começar uma vida mais "light". Porém, a sua mulher, Teresa (Sandra Santos), não gosta da aldeia e após várias discussões separa-se dele. É ai que Diogo conhece Clara (Oceana Basílio) e a sua vida volta a mudar.

A produção, segundo Hugo Andrade, tinha como um dos objetivos mostrar que Portugal não é só Lisboa. O sitio escolhido para gravar a serie foi Carvalhal, no concelho do Bombarral. Por questões não muito claras, a RTP e a SP decidiram colocar o nome "Beirais" à aldeia.

Os episódios da série tem um título diferente todos os dias e em cada capítulo os habitantes vivem história divertidas, que trazem sempre uma lição. "Bem-vindos a Beirais" prima por «não ter protagonistas» pois, apesar do Diogo e da Clara serem as personagens em destaque, o restante elenco tem quase o mesmo peso na trama. Outra das particularidades da série é o seu registo cómico, que é visivel em quase todo o elenco - mais um ponto positivo que 'agarrou' o público português.

"Bem-vindos a Beirais" estava destinada a ter 80 episódios mas a boa receção do público fez com que fossem encomendados mais 20. Com cada vez melhores números, a 2ª temporada chegava com algumas "afinações" e novos "beiralenses". Depois disto, era prevista uma 3ª temporada e, recentemente, estreou a 4ª, com novos habitantes e, no seu final, ultrapassará os 600 episódios.

Na sua estreia, Beirais marcou 2,7% de rating e 5,3% de share. Na estreia da 2ª temporada, onde se verificou o maior crescimento da serie, registou 7.0%/12.9%. Já na terceira, obteve 9.1/17.9%. Na mais recente temporada, fixou-se nos 8.5%/16.0%. Por estes números, vemos que "Bem-vindos a Beirais" está num bom caminho e que os portugueses descobriram um produto de ficção com o qual se identificam. Uma série bem portuguesa...

Quando "Beirais" mudou de horário por causa de "Água de Mar", a trama não 'aguentou' e começou a marcar números muito baixos. O mesmo se passou com a série de Mariana Monteiro, que não conseguiu manter os números na primeira faixa horária. Rapidamente "Bem-Vindos a Beirais" voltou ao horário das 21h e, com isto, é possível concluir que "Bem-vindos a Beirais" é o produto que melhor resulta na faixa pós-Telejornal. Uma vez que termine, a RTP terá uma tarefa dificil para arranjar um sucessor à altura.

Ainda não foi confirmado quando é que "Beirais" chegará ao fim, mas a série tem tudo para ainda ficar no ar durante muito tempo. Se for bem tratada (como tem sido, no geral até agora) poderá até tornar-se numa especie de "O Preço Certo" da ficção, que é a companhia dos portugueses há 10 anos e líder no horário na maior parte desse período.

Quando chegou aos ecrãs, "Bem-vindos a Beirais" trazia o slogan "Quando não podes voltar a falhar, o sucesso é o único caminho possível". E este podia ser também o slogan da estação, que 'falhou' com "Sinais de Vida" e acertou em cheio com "Bem-Vindos a Beirais". Quase dois anos depois do seu início, ainda há muito para ver em terras beiralenses.

* Não se esqueça de votar na sondagem para decidir o tema da próxima semana

Por: Diário da TV (Marco Filipe)
Uma rubrica com a parceria do "Fantastic Televisão"

Diário da TV Designed by Templateism.com Copyright © 2014

© Copyright DiáriodaTV . Imagens de tema por 5ugarless. Tecnologia do Blogger.