segunda-feira, 12 de março de 2018

"Segunda Opinião" #114- "Doutor Saúde": A cura para as tardes da SIC?

Estreada a 29 de setembro de 2014, "Segunda Opinião" é uma parceria com o site Fantastic Televisão, onde todas as semanas é abordado um assunto do mundo televisivo.

"Doutor Saúde" estreou dia 26 de fevereiro nas tardes da SIC, sucedendo parcialmente a "Juntos à Tarde", que terminou- com menos de 1 ano de vida- devido às baixas audiências.

Pedro Lopes é o anfitrião do talk show de saúde, que prometia melhorar a vida dos portugueses, inspirando-se no grande formato "Dr. Oz". O médico estreou-se em televisão no "Boa Tarde", numa rubrica que transitou depois para o "Queridas Manhãs" e abordava também temas de bem-estar e saúde.

João Baião era a grande aposta da SIC para as tardes, aquando da sua transferência da RTP1, onde apresentava a "Praça da Alegria" ao lado de Tânia Ribas de Oliveira. A expectativa era alta mas todos os projetos do apresentador tiveram um fim devido aos baixos resultados.

Primeiro, "Sabadabadão"- que tentou em parte ser o novo "Big Show SIC"-, depois o "Portugal em Festa" e, mais recentemente, o "Grande Tarde". Agora, e sem projetos à vista, o apresentador passou para segundo plano na estação de Carnaxide e viu o seu salário reduzido.

Com "Doutor Saúde" a SIC esperava subir as audiências das 18h mas até agora a missão tem falhado. O vespertino não tem dado a volta aos resultados e na sexta-feira ficou mesmo abaixo dos 10% de share. A verdade é que as novas tardes do canal não tem agradado, uma vez que é só repetições de ficção e até o programa de Pedro Lopes parece uma repetição do que se passa todos os dias no "Queridas Manhãs".

As intermináveis hora e meia de "Mar Salgado" e "Sol de Inverno" não ajudam as audiências. E "Linha Aberta" fecha o período com outro tema em destaque todos os dias no programa dos Jotas e até traz o mesmo anfitrião- Hernani Carvalho.

A realidade é que as novas tardes da SIC baseiam-se se em 2 programas- que tratam saúde e crimes, respectivamente- e 2 novelas- que trazem histórias de vida mais que vistas. Assim, e juntando tudo isto, a conclusão é esta: "Juntos à Tarde" não terminou, apenas se dividiu em blocos pela faixa do canal 3.

As "novas tardes da SIC" continuam a demonstrar que há conceitos que devem mudar para que as audiências sejam favoráveis. Quem saiu a ganhar, foi a RTP1 que aumentou o público do "Agora Nós", que nos últimos dias fica no limiar dos 12% de share e vê a vice-liderança de média diária cada vez mais próxima.

Por: Filipe Vilhena (Diário da TV)
Uma rubrica com a parceria "Fantastic Televisão"

Partilhe esta notícia

0 comentários: