quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

"Diário da TV | 5 programas que devem continuar em 2018


Foi sensivelmente há 17 dias que terminamos o ano de 2017, acompanhados das 12 passas e, por ventura, de uma das principais generalistas. As memórias do que passou já se manifestaram e no panorama televisivo são muitos os formatos que deixaram saudades mas devem continuar no novo ano!

Mostramos-lhe assim os principais 5 programas que devem continuar, não só pelas boas audiências, como pelas histórias e inovação que trazem à nossa televisão.

1- 5 Para a Meia-noite


Depois da tomada de posse da nova direção da RTP1, o "5 Para a Meia-noite" passou de programa diário a programa semanal, sendo a quinta-feira o dia escolhido. Depois de várias especulações acerca do rosto escolhido para esta nova temporada do "5", a decisão acabou por recair sobre Filomena Cautela.

A apresentadora fez regressar a essência do formato, visto também que deu cara pela primeira temporada, ainda na RTP2. Atualmente, ao lado de Inês Lopes Gonçalves, traz várias rubricas de sucesso, como "Pressão no Ar" e "E Nunca".

Ainda que não lidere nem tenha resultados de audiência estrondosos, a verdade é que "5 Para a Meia-noite" é sinonimo de serviço público, uma vez que junta entretenimento, a cultura e uma oferta diferente, visto que a SIC e TVI transmitem novelas.

2- Agora Nós


"Agora Nós" é atualmente o vespertino da RTP1. O formato de Tânia Ribas de Oliveira e José Pedro Vasconcelos ocupa a terceira posição mas consegue vice-liderar alguma vezes frente à SIC. Com resultados abaixo da média do canal, este é um programa que passa ao lado de muitos mas traz conteúdos de interesse não só à faixa etária mais velha, como aos mais novos.

A verdade é que se "Agora Nós" ganhasse uma componente mais interativa poderia ganhar mais público e afastar-se das ofertas das privadas. Em 2018 o desafio da RTP1 é roubar a vice-liderança à SIC, visto que "Juntos à Tarde" vai terminar e o horário será ocupado por ficção.

A alegria de José Pedro Vasconcelos e a beleza de Tânia Ribas conjugam com o seu enorme profissionalismo e fazem do "Agora Nós" um formato a continuar este ano!

3- Apanha se Puderes


Fenómeno de audiências, "Apanha se Puderes" trouxe mais alegria ao horário das 19h. Cristina Ferreira e Pedro Teixeira transformaram a faixa e conseguiram roubar audiências a "O Preço Certo", que passou a vice-liderar.

O programa mistura a componente cultural com desafios e a junção destes elementos fala por si e pelo sucesso que "Apanha se Puderes" trouxe à TVI, que vincou a sua liderança frente aos restantes canais. É uma aposta: "Ceeeeerta!".

4- O Preço Certo


O programa que é um "essspetaculo" ganhou há alguns meses um novo grafismo, cenário e até uma nova assistente, Teresa, que substituiu Lúcia. Foi uma renovação autêntica nos finais de tarde da RTP1.

Apesar de ter perdido a liderança, Fernando Mendes continua a deliciar milhares de espectadores, que se juntam para assistir ao formato religiosamente. É claramente o preço certo para o sucesso.

5- Alta Definição


Podem passar vários anos mas haverá sempre caras para entrevistar e um pouco mais para saber acerca dos nossos famosos. Daniel Oliveira junta uma personalidade sem filtros num formato que faz parte dos fins de semana de vários espectadores.

As audiências falam por si e o mediatismo das entrevistas também, "Alta Definição" é sem dúvida um dos programas que deve continuar em 2018.

São estes os programas que devem continuar no novo ano, segundo a analise do "Diário da TV". Ainda assim, deixe outras sugestões nos comentários.


Partilhe esta notícia

0 comentários: