Artigos recentes

"Segunda Opinião" #43- "Santa Bárbara": Fará milagres?


Adaptada por Artur Ribeiro da trama mexicana "La Patrona", "Santa Bárbara" estreou na estação de Queluz de Baixo para substituir "Jardins Proibidos" na faixa das 23h. 

A novela conta a história de Gabriela (Benedita Pereira), a única mineira da vila de Santa Bárbara. Gabriela é uma mulher forte, que tem um filho, fruto de uma violação que muito poucos sabem. Gabriela conhece depois Alexandre (Albano Jerónimo), filho do seu patrão e por quem se apaixona. Ambos lutam para terem uma vida a dois mas Antónia (São José Correia), sua madrasta, promete fazer de tudo para os separar.

Nas primeiras semanas, apesar de tudo, a trama tem andado um pouco "à deriva" pela grelha da estação, o que acabou por prejudicá-la em termos audimétricos. Apesar de ser líder no horário, está longe de outros sucessos da estação e nem a estreia conseguiu ultrapassar a casa dos 12% de audiência. A verdade, é que se "Santa Bárbara" não fidelizar público agora, dificilmente o conseguirá depois - veja-se o caso da sua rival, "Poderosas", na SIC.

Várias são as personagens que ainda não deram a conhecer o seu papel na novela. Por exemplo, a Alice, personagem de Catarina Gouveia, ou o André, interpretado por David Carreira, passam um pouco despercebidos. A ideia é fazer uma "introdução" da novela agora e só na fase seguinte, onde a ação ganha mais intensidade e novas personagens, aconteçam as várias reviravoltas.

É uma opção arriscada, mas seria ingrato que o público português rejeitasse esta nova forma de contar histórias em telenovela. Até porque, aliada à boa história e ao fantástico elenco, existe um cuidado técnico especial, que ainda não tinha sido visto até aqui. O facto de esta ser a primeira telenovela da TVI a ser emitida em 16:9, ajuda também a realçar a qualidade da mesma.
O elenco desta produção é também um dos pontos fortes e está recheado de grandes nomes. Para além dos protagonistas, temos também Manuela Couto, Luís Esparteiro, Nuno Pardal, Paula Lobo Antunes, João Lagarto, entre outros. A TVI conseguiu ainda reunir nesta trama nomes poucos habituais na ficção, como é o caso da própria Benedita Pereira, Filomena Cautela ou Carloto Cotta.

Tudo isso faz com que "Santa Bárbara" seja uma novela diferente das habituais. Apesar de ter uma história de amor impossível com uma vilã a tentar terminá-la, não é a típica trama dos «bons e maus da fita». Aqui todos têm o seu lado bom e mau e isso faz com que todos se aproximem bastante da nossa realidade, daquilo que se pode esperar na vida do próprio espetador.

O facto de ter também uma mina como principal cenário, dá muito encanto a esta produção. A vila fictícia localizada onde a imaginação do espetador o levar, ajuda a acentuar esta ideia que, apesar de remeter para um local inexistente, confere bastante realidade à novela. "Santa Bárbara" tem a receita para o sucesso e várias hipóteses temas para serem ainda explorados. Vejamos se o público será conquista pela nova 'santa milagreira' da estação de Queluz.

Por: Diário da TV (Marco Filipe)
Uma rubrica com a parceria do "Fantastic Televisão"

Diário da TV Designed by Templateism.com Copyright © 2014

© Copyright DiáriodaTV . Imagens do modelo de 5ugarless. Tecnologia do Blogger.