Artigos recentes

"Dá que Falar" #18- Herman José: o abafado


Ainda o Herman. Não queria voltar a este tema mas quase fui obrigado a voltar ao assunto em torno regresso de Herman José à televisão.

A prestação de humorista no programa "Há Tarde" continua fraca. E porquê? Bem, porque Herman

José continua a querer ser o único a brilhar no programa, "atropelando", vezes sem conta, o raciocínio da Vanessa Oliveira.

Acusada muitas vezes de ser mais espectadora do que apresentadora, Vanessa Oliveira faz o que pode e o que Herman a deixa fazer. Quando tenta introduzir algo no programa, lá surge o Herman José a dizer que NÃO, porque agora quer ir fazer isto ou aquilo. Enfim, nota-se que o humorista atropela o alinhamento do programa. O que revela falta de profissionalismo.

Uma coisa é, pontualmente, infringir o alinhamento do programa porque se justificava, outra é infringir só porque sim.

No passado dia 21 de janeiro, Marco Paulo foi um dos principais convidados. E o que de novo surgiu daquela conversa/entrevista? Nada! Absolutamente nada! Nada de novo, apenas as mesmas e velhas histórias que o cantor já contou tanta vez mas que o Herman quis que voltasse a contar.

Marco Paulo ainda tentou falar do novo CD que se prepara para lançar mas Herman ignorou o assunto e preferiu continuar a falar das histórias que a maioria das pessoas já sabe de cor e salteado.

Herman José morreu? Muitos dizem que sim, outros dizem que não. Bem, na minha opinião, Herman José não se soube renovar, porque se se tivesse sabido renovado, hoje seria capaz de apresentar um programa em dupla. E ele não o sabe fazer, porque quer o protagonismo todo para ele. Herman não sabe dividir o protagonismo!

Depois, vem para as revistas dizer que "abafa" a Vanessa Oliveira no programa, coisa que para ele é natural, porque ela não tem tanta história de vivência como ele. Eu quando li isto, sinceramente, nem queria acreditar!

Herman morreu como humorista, pois as suas piadas são tão robuscadas que já não arrancam uma gargalhada. Morreu como apresentador, pois as entrevistas que faz nada trazem de novo, uma vez que prefere falar do passado em vez do presente e futuro dos convidados.

O passado é importante, sim. Mas não se pode passar quase 2 horas a fazer uma entrevista a um convidado sobre o seu passado. Para isso existe a RTP Memória.

Se alguém é abafado, essa pessoa é Herman José, uma vez que a Vanessa é uma jovem apresentadora que sabe brilhar, mesmo tendo Herman ao seu lado que tanta vez tenta abafar a estrelinha e a lufada de ar fresco que ela trouxe para as tardes da estação pública.

Herman não é a estrela do programa, embora ele pense que o programa é dele e gira à sua volta. Que triste maneira de pensar e de pensar e agir.


Tenham uma boa semana!

Por: Rui Miguel

Diário da TV Designed by Templateism.com Copyright © 2014

© Copyright DiáriodaTV . Imagens do modelo de 5ugarless. Tecnologia do Blogger.